CALENDÁRIO DA DANÇA

O que vai rolar na dança de 02 a 12 de agosto!

Imagem: José Luiz Pederneiras | Quinta, 02 de Agosto de 2018 | por Portal MUD |

Balé clássico com danças urbanas, pode? Pode! Muita dança contemporânea! Grandes nomes da dança nacional e internacional estarão nos palcos nessa semana, além de audições para bailarinos que sonham em fazer parte do clássico "O Quebra-Nozes". Veja aqui o que vai rolar na dança de 02 a 12 de agosto de 2018. Está imperdível! 


GRUPO CORPO com o espetáculo GIRA, no Teatro Alfa (SP) - de 02 a 12/08

Os ritos da umbanda – a mais cultuada das religiões nascidas no Brasil, resultado da fusão do candomblé com o catolicismo e o kardecismo – são a grande fonte de inspiração da estética cênica de Gira.
Exu, o mais humano dos orixás – sem o qual, nas religiões de matriz africana, o culto simplesmente não funciona – é o motivo poético que guia os onze temas musicais criados pelo Metá Metá para Gira.
Mergulhar no universo das religiões afro-brasileiras para se alinhar ao tema proposto pelo Metá Metá foram as  primeiras providências dos criadores do Grupo Corpo. Mas engana-se quem pensa que vai assistir a uma representação mimética dos cultos afro-brasileiros. Alimentado pela experiência em ritos de celebração tanto do candomblé quanto da umbanda (em especial as giras de Exu), Rodrigo Pederneiras (re)constrói o poderoso glossário de gestos e movimentos a que teve acesso.
Concebido como uma instalação, o não-cenário assinado por Paulo Pederneiras cobre com o mesmo tule negro os corpos dos bailarinos sempre que estão fora da cena, transformando-os em éter, e as três paredes da caixa-preta, criando uma ilusão quase espectral de infinito.
Nos figurinos, Freusa Zechmeister adota a mesma linguagem para todo o elenco, independente do gênero: torso nu, com a outra metade do corpo coberta por saias brancas de corte primitivo e tecido cru.

Veja mais informações aqui.


THIAGO SOARES E DANILO D'ALMA com o espetáculo ROOTS no SESC Santana (SP) - de 02 a 05/08

Thiago Soares, um dos melhores bailarinos de sua geração e Danilo D'Alma, dividem a cena em um espetáculo  que propõe a reflexão de uma nova abordagem cênica, apresentando o encontro entre o clássico e o urbano, conduzindo o espectador a uma expedição para um território desconhecido, íntimo, imponderável e poético. Um espetáculo em que a beleza dos movimentos está em primeiro plano.  

Saiba mais aqui.


ESCOLA DE DANÇA MARIA OLENEWA com o espetáculo JÓIAS DO BALLET no Theatro Municipal do Rio de Janeiro (RJ) - de 03 a 05/08

O espetáculo Joias do Ballet reúne três obras de célebres coreógrafos russos criadas na efervescente passagem entre os séculos XIX e XX. Compõem o programa as obras: Le Spectre de la Rose, coreografia de Michel Fokine e música Carl Maria von Weber, Les Sylphides, também coreografada por Fokine com música de Frédéric Chopin, e Raymonda, coreografia de Marius Petipa  e música de Alexander Glazunov. Além do Ballet do TMRJ, dirigido por Ana Botafogo e Cecília Kerche, a montagem conta com a presença da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal, sob a regência de Jésus Figueiredo e tem participação de alunos da Escola Estadual de Dança Maria Olenewa.

Veja aqui.


CERCO COREOGRÁFICO fará ensaio aberto do espetáculo AMA no Casa Livre (SP) - de 05 a 06/08

AMA reúne as artistas Andreia Yonashiro, Bárbara Malavoglia e Marion Hesser, do cerco coreogràfico, e mais quatro convidadas que serão selecionadas no Ateliê de Composição. Juntas, vão dançar sobre um chão de sal, depois de um processo intenso de pesquisa que envolveu visita à Salina Parasal e até um curso de apneia para surfistas.“Este tipo de mergulho é muito cansativo, o curso foi fundamental para os estudos e, para nossa grande surpresa, o segredo para conseguir ficar muito tempo sem respirar está em como respiramos antes e depois. Aprendemos a sentir esse ciclos de respiração e, no caso de quem se lança ao mar, vimos que existe uma forte conexão entre a respiração e o ritmo do próprio mar. Também pudemos encontrar o espírito de companheirismo diante do perigo, não conhecíamos de antemão ninguém do grupo, de aproximadamente trinta pessoas, mas criamos um elo muito rápido de conexão e solidariedade e isso, de alguma forma, nos colocou em contato direto com as mergulhadoras japonesas. Hoje, incluímos alguns protocolos do curso em nosso material de dança. Eles nos ajudam a tatear uma espécie de plasticidade do tempo e criam uma intensidade corporal que se aproxima de um clímax, nesse jogo com os limites do fôlego.

Informações aqui.


BALLET DE SANTIAGO com o espetáculo ROMEU E JULIETA no Theatro Municipal do Rio de Janeiro (RJ) - 09 a 12/08

Criatividade e rigor técnico são algumas das principais características do Ballet de Santiago, que tem a consagrada brasileira Marcia Haydée como sua diretora desde 2004. A companhia é um exemplo bem sucedido de parcerias com os mais criativos coreógrafos de nosso tempo, construindo espetáculos que fazem do Ballet de Santiago atualmente uma das companhias mais conceituadas do mundo. No Brasil, eles apresentarão o balé “Romeu e Julieta, a clássica história de amor que há séculos encanta o público em todo o mundo. Considerada uma das mais importantes coreografias do repertório da dança clássica, o balé “Romeu e Julieta”, releitura da famosa obra de Prokofiev baseada na peça de Shakespeare é uma interpretação rigorosa e divertida do clássico. Uma performance incrível, tanto para os entusiastas do balé como para os novos aficionados.

Saiba como adquirir seu ingresso aqui.


INAÊ MOREIRA no espetáculo TEMPO1, no CRD (SP) - dia 09/08

Tempo: Irôko, gameleira sagrada de raízes profundas. Tempo: areia, corpo, fóssil. Tempo: passado e agora, espaço e passagem. Mover-se por baixo, rever o que está oculto, libertar silêncios, desfazer soterramentos, seguir sobrevivendo. Desmoronar castelos, escalar fluxos, deslizar nas interfaces, servir-se apenas de linhas de fuga, seguir sobrevivendo. Ruir a arquitetura da opressão colonial, impulsionar um sonho de liberdade. Ser mulher, preta, mais uma vez preta e outra vez mulher, e seguir sobrevivendo. “Tempo1” é uma tomada de ar, um grito, um ato de coragem.

Saiba mais aqui.


CISNE NEGRO CIA realiza audições para a 34ª temporada do espetáculo O QUEBRA-NOZES (SP) - dias 10 e 11/08

Saiba como se inscrever aqui.


POR ELAS no espetáculo TALVEZ EU VOLTE, no CRD (SP) - dia 10/08

Penso que, fechando meus olhos e não me vendo, consigo mascarar as minhas questões, mas, na verdade, elas criam raízes e se desenvolvem a ponto de, enfim, desabrocharem para fora de mim. Projeto de pesquisa coreográfica e imagética desenvolvido pelo projeto Por Elas, de Bibi Dória e Júlia Iwanaga.

Veja mais aqui.


KIEV BALLET nos espetáculos DOM QUIXOTE e PAQUITA, no Teatro Bradesco (SP) - dia 10/08

Considerada uma das melhores companhias de ballet do mundo, o Balé da Ópera Nacional da Ucrânia, Kiev Ballet, apresenta-se em São Paulo. No palco, seus principais bailarinos estarão apresentando duas grandes obras: “Dom Quixote” e” Paquita”, que prometem encantar e emocionar a plateia. O público poderá acompanhar a apresentação de um grupo notável de bailarinos, com nomes como: Tatiana Golyakova, Kateryna Kozachenko, Jan Vaña, Khrystyna Shyshpor, Stanislav Olshansky e Yevheniy Svyetlitsa.  Com 38 integrantes, a companhia ucraniana é referência mundial do ballet, e entre as principais menções e reconhecimentos ao grupo, está a Estrela de Ouro, maior prêmio da Academia Francesa de Dança.

Informações aqui.


BALLET DO THEATRO MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO | SP CIA DE DANÇA | BALÉ DA CIDADE DE SP no evento GALA DO BALÉ DA CIDADE DE SÃO PAULO: PANORAMA E MEMÓRIA, no Theatro Municipal de São Paulo (SP) - dia 11/08

Apresentação dos espetáculos "O Lago dos Cisnes", do Pas de Deux "Melodia de Gluck", do solo "Gopak" e do espetáculo "Adastra".

Mais detalhes aqui.


NÚCLEO KASA no espetáculo TERRA DE NINGUÉM, no CRD (SP) - dia 11/08

“Terra de Ninguém” é urgente, é no aqui e agora. Cavoca as falhas nas fronteiras, as frestas dos enquadramentos, o “entre” dos caminhos, os condicionamentos internos-externos e a organização em frente ao caos. É um trabalho que reflete o automatismo sistêmico opressor e manipulatório que desmonta, descompensa, desajusta, desencaixa e desconecta corpos, mentes e sinergias. De forma bem humorada, se apoia nas mídias sociais de massa para dialogar com todos os públicos.

Saiba mais


Você sabia que o Calendário da Dança do Portal MUD é uma plataforma de divulgação colaborativa? O seu evento também pode ser divulgado aqui e em nossas redes sociais!

Basta criar o seu perfil profissional e/ou o do seu negócio no Mural da Dança e criar o seu evento. Cadastre-se aqui e crie agora mesmo o seu evento.

A criação e divulgação do primeiro evento é gratuita! Conheça as vantagens de assinar o plano premium do Mural da Dança.

Faça parte você também! 



Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Portal MUD; a responsabilidade é do autor da mensagem.