CALENDÁRIO DA DANÇA

Calendário da dança - 22 de agosto a 1º de setembro de 2018

Imagem: Divulgação Dell'arte Produções | Segunda, 20 de Agosto de 2018 | por Portal MUD |

Agosto chega ao fim com uma programação bem eclética de ballet, jazz dance e dança contemporânea! A clássica história de amor “Romeu e Julieta” será apresentada pelo Ballet de Santiago em Curitiba. Semana Paulista de Dança no MASP com Ana Botafogo, Luis Arrieta, Anacã Cia de Dança, São Paulo Cia de Dança e muito mais! A Cia de Dança Anderson Couto apresenta seu novo espetáculo de jazz dance em São Paulo. Para os amantes de dança contemporânea a programação em São Paulo é ampla! O SESC Santo Amaro recebe o festival “Modos de Existir”, que convida o público ao debate sobre a expressão da arte. O Centro de Referência da Dança recebe os espetáculos de Samara Lacerda e Valentina Cantori, Odilon Roble e Natacha Takahasi, Jorge Armando Ndlozy e Taanteatro Companhia e a performance de C4.


SEMANA PAULISTA DE DANÇA com espetáculos diversos no MASP AUDITÓRIO (SP) - 23 a 26 de agosto

De 23 a 26 de agosto, o MASP, em parceria com a Klabin, apresenta a Semana Paulista de Dança que, pela primeira vez, ocupará o MASP Auditório. 
As companhias que compõem a agenda plural do evento são: Anacã Cia de Dança, projeto Mov_oLA, Studio3 e Jorge Garcia Companhia de Dança. Além disso, a Semana conta com espetáculos solos e duos de nomes como Luis Arrieta, Ana Botafogo, São Paulo Companhia de Dança e grupos convidados. Uma das novidades da edição será a apresentação do balé do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, há seis anos sem se apresentar em um palco paulistano, que encerra a agenda. Com a proposta de aproximar a cidade da dança e apresentar o circuito contemporâneo o evento oferece uma programação totalmente gratuita. 
Veja a programação completa aqui.

BALLET CLÁSSICO

BALLET DE SANTIAGO com o espetáculo ROMEU E JULIETA (PR) – 22 de agosto

Criatividade e rigor técnico são algumas das principais características do Ballet de Santiago, que tem a consagrada brasileira Marcia Haydée como sua diretora desde 2004. A companhia é um exemplo bem sucedido de parcerias com os mais criativos coreógrafos de nosso tempo, construindo espetáculos que fazem do Ballet de Santiago atualmente uma das companhias mais conceituadas do mundo. No Brasil, eles apresentarão o balé “Romeu e Julieta”, a clássica história de amor que há séculos encanta o público em todo o mundo.

Considerada uma das mais importantes coreografias do repertório da dança clássica, o balé “Romeu e Julieta”, releitura da famosa obra de Prokofiev baseada na peça de Shakespeare é uma interpretação rigorosa e divertida do clássico. Uma performance incrível, tanto para os entusiastas do balé como para os novos aficionados.

Veja como adquirir seu ingresso aqui.


JAZZ DANCE

CIA DE DANÇA ANDERSON COUTO com o espetáculo CORPO ESPAÇO CORPO (SP) – de 29 de agosto a 01 de setembro

O projeto “Corpo Espaço Corpo” procura estimular questionamentos sobre a forma característica com que o espectador se relaciona com os espaços e recintos de dança. Propõe aprofundar a compreensão dos limites e potenciais da experiência do corpo, do espaço e de suas conexões dialógicas.

Saiba mais aqui.


DANÇA CONTEMPORÂNEA

SAMARA LACERDA E VALENTINA CANTORI no espetáculo OFF ELA (SP) – 24 de agosto

Partindo do motivo disparador da personagem Ofélia, da obra de Shakespeare, “Hamlet”, “Off Ela” é uma história de apagamento, de perene inadequação, uma crônica amarga segundo a qual o leão será sempre o vencedor. “Off Ela” é também um ato de protesto que dá voz às “Ofélias”, que resistem e, genuinamente, se entregam movidas pelo desejo de mudança e renovação.

Mais informações aqui.


ODILON ROBLE E NATACHA TAKAHASI no espetáculo MEANDROS – AURORA 573 (SP) - 25 de agosto

Dirigida por Odilon Roble e coreografada por Natacha Takahasi, a criação foi inspirada no aforisma 573 do livro "Aurora", de Friedrich Nietzsche: “Mudar de pele - A serpente que não pode mudar de pele perece. Assim também os espíritos aos quais se impede que mudem de opinião; eles deixam de ser espíritos”. “Aurora 573” propõe uma intervenção estético-filosófica a partir da “filosofia do corpo”.

Veja mais aqui.


SESC SANTO AMARO com o 8º módulo do festival MODOS DE EXISTIR: Dançando com Artistas-etc (SP) – de 23 a 25 de agosto 

O Projeto Modos de Existir traz workshops, espetáculos de dança e bate-papos com o viés da dança contemporânea, convidando o público a um debate sobre a expressão da arte, incentivando a produção e disseminação de novos contextos oriundos dessas apresentações. Com a coordenação de Marcos Villas Boas e curadoria de Cláudia Muller, a 8ª edição do evento se desenvolve a partir do conceito "Artista-etc" proposto por Ricardo Basbaum, renomado artista, professor, curador e crítico brasileiro.

Dentro do oitavo módulo do Projeto Modos de Existir, o espetáculo "Travesqueens" - com Erivelto Viana (MA) e Ricardo Marinelli (PR), é uma atitude que sublinha a performatividade de gênero e provoca os limites entre masculino e feminino. É um corpo-manifesto, que explicita a violência de morte que hoje está debaixo do tapete. Que vive e morre na calçada. Que opta pela margem transgressora e ri disso. É onírico e macabro. É belo e trágico. É a manifestação da ambiguidade que existe em todos nós. Aqui, as travesqueens da vez são Cintia e Princesa.

O Projeto também traz espetáculos de vários estados do país como "Entre", com Datan Izaká (PI), "Solos Hibridus" com a cia Hibridus (MG), entre outras apresentações e performances.

Informações sobre ingressos e programação completa aqui.


JORGE ARMANDO NDLOZY E TAANTEATRO COMPANHIA com o espetáculo MENSAGENS DE MOÇAMBIQUE (SP) – 30 de agosto

"Mensagens de Moçambique" é um espetáculo inédito do bailarino moçambicano Jorge Armando Ndlozy (Taanteatro Companhia). Tematiza a luta pela autorrealização humana de um artista africano confrontado com os obstáculos culturais e socio-economicos decorrentes da herança colonial de seus país.

Informações aqui.


C4 na performance COMO SE MOVE UM CORPO QUE NÃO SE MOVE? (SP) – de 30 a 31 de agosto

“Como se Move um Corpo Que Não se Move?” é uma performance-instalação que investiga os movimentos que se estabelecem no corpo sob efeito da imobilidade e do tempo estendido. A pesquisa, desenvolvida desde 2016, surge das inquietações trazidas pela liminaridade dos estados de morte-vida, mobilidade-imobilidade. Três corpos permanecem no chão por uma hora negando qualquer movimento. Uma filmadora, conectada a um monitor, é disponibilizada para ser manuseada pelo público. Ao se completar uma hora de ação, os sons e as imagens projetadas sobre os performers despertam os corpos, que iniciam uma dança, sempre inédita, de encontro e de retorno.

Veja mais aqui.


MARIANA ABIB no espetáculo de danças brasileiras e dança contemporânea AS CABRAS (SP) - 1º de setembro

A CABRA é um trabalho sobre o risco.  Sobre um animal que arrisca simplesmente porque é assim que respira, que a vida pulsa.  Um trabalho que deixa rastro em sua busca pelo necessário. A CABRA é o feminino sem vaidade, mal educado e louco que incansavelmente desenterra raizes. A CABRA é o primeiro solo da dançarina Marina Abib. Um projeto independente realizado em etapas de residências artísticas dentro e fora do Brasil. Parte de seu processo criativo já foi apresentado em formato de “work in progress” nos festivais Swallowsfeet (Inglaterra), Summer Intensive (Portugal) e Collinarea (Italia). Em dezembro de 2017 o espetáculo é estreado no Teatro C´Art, Itália, e em 2018 no Brasil e na Eslovênia.

Informações aqui


Você sabia que o Calendário da Dança do Portal MUD é uma plataforma de divulgação colaborativa? O seu evento também pode ser divulgado aqui e em nossas redes sociais!

Basta criar o seu perfil profissional e/ou o do seu negócio no Mural da Dança e criar o seu evento. Cadastre-se aqui e crie agora mesmo o seu evento.

A criação e divulgação do primeiro evento é gratuita! Conheça as vantagens de assinar o plano premium do Mural da Dança.

Faça parte você também! 




Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Portal MUD; a responsabilidade é do autor da mensagem.