MUSEU DA DANÇA

Alesp reconhece Hip-Hop como patrimônio cultural e imaterial de São Paulo

Imagem: Wallace Chuck | Quinta, 07 de Março de 2024 | por Portal MUD |

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) aprovou, por unanimidade, ontem, 6 de março de 2024, o Projeto de Lei (PL) nº 498 de 2021, de autoria da deputada estadual Leci Brandão (PCdoB), que declara o Hip-Hop como patrimônio cultural e imaterial do estado de São Paulo.

O PL visa proteger e promover qualquer tipo de manifestação artística e urbana do movimento Hip-Hop, incluindo pinturas, grafites, esculturas, apresentações teatrais, musicais ou circenses, estátuas vivas e outras formas de expressão. 

Além disso, o projeto propõe a realização de ações de divulgação, formação e capacitação ligadas às modalidades artísticas características da cultura Hip-Hop, assim como debates sobre políticas públicas para a juventude. 

A legislação também busca garantir a realização de eventos culturais, como rodas culturais e batalhas de rimas, com o objetivo de valorizar as atividades, incentivar o turismo cultural alternativo, promover capacitações e integrar os gestores para beneficiar a população e a juventude com acesso à cultura de forma segura. 


Leci Brandão justificou o projeto destacando a importância do Hip-Hop na vida dos jovens das periferias, oferecendo uma alternativa longe do crime, das drogas e promovendo uma vida saudável. A cultura Hip-Hop também é reconhecida por contribuir para a diminuição de problemas sociais, como o aumento da criminalidade, tráfico e prostituição, além de incentivar projetos sociais, culturais e econômicos de grande impacto. 

Com essa medida, a Alesp visa assegurar a preservação do Hip-Hop como patrimônio do Estado de São Paulo, reconhecendo sua importância não apenas para as comunidades carentes, mas para toda a sociedade.



Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Portal MUD; a responsabilidade é do autor da mensagem.