HOME / DANÇA EM COLEÇÃO / E-Flyer Todas as Tardes

E-Flyer Todas as Tardes - 2011


Materiais Gráficos | Espetáculo | Brasil

Silvia Geraldi Cia Dança

Dança Contemporânea

Abrir PDF

Veículo:

Título do espetáculo Todas as Tardes | Duração aproximada 50 minutos | Classificação livre | Coordenação geral Silvia Geraldi | Direção Mariana Muniz | Interpretação e criação Silvia Geraldi | Trilha Sonora Felipe Julián Goldfarb | Figurino Tânia Marcondes | Concepção cenográfica Silvia Geraldi e Mariana Muniz | Cenotécnico Júlio Dojcsar | Iluminação André Boll | Produção Talita Bretas | Estagiária Beatriz Quaglio | Fotos e Programação Visual Clarissa Lambert | Gravação, edição e finalização de vídeo Osmar Zampieri. Esse espetáculo é dedicado a Umberto da Silva. Contemplado pelo ProAc 2010 - Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.


Autor(a)

Silvia Geraldi Cia Dança


Descrição:

Todas as Tardes é um exercício interior diário, praticado em favor da redescoberta do amor e do relacionamento a dois. O encontro amoroso requer, hoje em dia, um exame e um manual (completo), com um mapa atualizado que reflita o território conquistado por homens e mulheres. Os velhos costumes e mitos românticos simplesmente não valem mais. Será? Livremente inspirado na obra ‘La invención de Morel’, do escritor argentino Adolfo Bioy Casares, Todas as Tardes trata do eterno dilema de como se aproximar de alguém. Ou tão somente de si mesmo. Seja como for, qualquer abordagem exige ação, bravura, coordenação e uma ideia que venha a calhar – uma tática de guerrilha ou conjunto de manobras eficiente. Casares nos lembra que sentimento amoroso, desencontro e incomunicabilidade podem andar juntos. E de que tudo pode não passar de triste projeção. Como explicações e teorias nunca satisfazem, seguimos tentando, esquecidos de que o amor é muito melhor de ser vivido do que de ser explicado. OBS: O espetáculo se manteve em cartaz até o ano de 2013, com circulação pelo estado de São Paulo. Pesquisa originalmente realizada com o apoio da Bolsa Vitae de Artes 2002 para criação coreográfica.


Data:

Estreia Galeria Olido - 07 de julho de 2011 (quinta, 20h). Temporada - 07 a 10 de juho de 2011 (quinta a sábado, 20h; domingo, 19h) | Ceu Butantã - 12 de julho de 2011 (terça, 20h).


Local:

Galeria Olido | Av. São João, 473, Centro; Ceu Butantã | Av. Engenheiro Heitor Antonio Eiras Garcia, 1870, Butantã.


Link:

E-flyer


Revista:

Silvia Geraldi


Descrição:

Todas as Tardes é um exercício interior diário, praticado em favor da redescoberta do amor e do relacionamento a dois. O encontro amoroso requer, hoje em dia, um exame e um manual (completo), com um mapa atualizado que reflita o território conquistado por homens e mulheres. Os velhos costumes e mitos românticos simplesmente não valem mais. Será? Livremente inspirado na obra ‘La invención de Morel’, do escritor argentino Adolfo Bioy Casares, Todas as Tardes trata do eterno dilema de como se aproximar de alguém. Ou tão somente de si mesmo. Seja como for, qualquer abordagem exige ação, bravura, coordenação e uma ideia que venha a calhar – uma tática de guerrilha ou conjunto de manobras eficiente. Casares nos lembra que sentimento amoroso, desencontro e incomunicabilidade podem andar juntos. E de que tudo pode não passar de triste projeção. Como explicações e teorias nunca satisfazem, seguimos tentando, esquecidos de que o amor é muito melhor de ser vivido do que de ser explicado. OBS: O espetáculo se manteve em cartaz até o ano de 2013, com circulação pelo estado de São Paulo. Pesquisa originalmente realizada com o apoio da Bolsa Vitae de Artes 2002 para criação coreográfica.


Tipo do material:
E-flyer

Ficha técnica:

Título do espetáculo Todas as Tardes | Duração aproximada 50 minutos | Classificação livre | Coordenação geral Silvia Geraldi | Direção Mariana Muniz | Interpretação e criação Silvia Geraldi | Trilha Sonora Felipe Julián Goldfarb | Figurino Tânia Marcondes | Concepção cenográfica Silvia Geraldi e Mariana Muniz | Cenotécnico Júlio Dojcsar | Iluminação André Boll | Produção Talita Bretas | Estagiária Beatriz Quaglio | Fotos e Programação Visual Clarissa Lambert | Gravação, edição e finalização de vídeo Osmar Zampieri. Esse espetáculo é dedicado a Umberto da Silva. Contemplado pelo ProAc 2010 - Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.


País:

Brasil


Cidade:

São Paulo


Local:

Galeria Olido | Av. São João, 473, Centro; Ceu Butantã | Av. Engenheiro Heitor Antonio Eiras Garcia, 1870, Butantã.


Data:

Estreia Galeria Olido - 07 de julho de 2011 (quinta, 20h). Temporada - 07 a 10 de juho de 2011 (quinta a sábado, 20h; domingo, 19h) | Ceu Butantã - 12 de julho de 2011 (terça, 20h).


Ano:

2011


Acervo doado por:

Silvia Geraldi

#portalmud #museudadanca #adancasemove #ccsp #dancaemcolecao #acervodanca #historiadadanca #silviageraldiciadedanca

VEJA TAMBÉM

+

Programa O Feminino na dança (...

Materiais Gráficos | Mostra | 2005

+

Fotos Compêndio para velhice

Fotos | Espetáculo | 2007

+

Cartaz 'a troco'

Materiais Gráficos | Espetáculo | 2005

+

Fotos Compêndio para infância

Fotos | Espetáculo | 2007