Escola de Dança de São Paulo

Formação técnica

Balé Clássico

  • Biografia

Fundada em 1940, como Escola Experimental de Dança Clássica, pelo então prefeito Prestes Maia em sua gestão entre 1938 e 1945, sob a direção de Vaslav Veltchek (1897-1967), a escola visava formar bailarinos amadores para suprir os bailados das grandes montagens líricas nacionais e estrangeiras que se apresentavam em temporadas n

a cidade de São Paulo. Três anos após a criação, com a necessidade de um espaço maior para aulas e ensaios, a escola se mudou para um novo endereço nos Baixos do Viaduto do Chá como Escola Municipal de Bailado.

Na década de 1930, após a valorização das tradições e da cultura europeias decorrente do progresso resultante da economia cafeeira no Estado de São Paulo, o interesse pelo balé clássico levou filhas de origens estrangeiras ou dos senhores de café a frequentar as escolas de dança. A Escola Municipal de Bailados, a única escola pública de dança da cidade, contribuiu para a evolução e democratização da dança paulistana. A escola encabeçada pela diretora Marília Franco, promoveu por anos o ingresso de alunos na companhia profissional oficial da cidade na época, o Corpo de Baile Municipal.

Os anos 1970 foram especialmente importantes para o cenário da dança paulistana e foi marcado pelo surgimento de verdadeiros nichos de talentos, de intérpretes e criadores, como as diretoras das companhias de dança Ballet Stagium e Cia. Cisne Negro , a transformação revolucionária do próprio Corpo de Baile Municipal no atual Balé da Cidade de São Paulo. Nas décadas seguintes, experiências e didáticas inovadoras marcaram a escola, sob a direção de Ady Addor, Klauss Viana, Gil Saboya, Acácio R. Vallim Jr e Esmeralda Penha Gazal.

Em maio de 2011 com a direção de Susana Yamauchi, a Escola Municipal de Bailados passou a se chamar Escola de Dança de São Paulo e teve sua sede transferida para a Praça das Artes.

Em Agosto de 2017 A Bailarina e Produtora Priscilla Yokoi assume a direção da Escola que passou a chamar Escola de Dança do Theatro Municipal de São Paulo.

Trazendo um olhar inovador de amplitude no ensino desses alunos, teve como objetivo focar na profissionalização e inserção no mercado de trabalho na área da dança, mudanças foram feitas para o enriquecimento dos conhecimentos culturais e artísticos desses jovens talentos.

* Foto Silvia Machado. 

Imagens
Entre em contato