Laura Virgínia

Videomaker

Dança Contemporânea

  • Biografia

CULTDANCE propõe apresentar dança contemporânea em formatos/espaços não tradicionais. Abertos a experimentadores e investigadores da dança contemporânea para que dividam seus trabalhos com outros artistas e com o público em geral. A ideia do Projeto é o de possibilitar um espaço para a apresentação de solos, duos e videodan

ças de dança contemporânea, o compartilhamento das pesquisas no processo criativo, discussão e reflexão das questões artísticas. CULTDANCE se une a obras de qualidade que perduram independentemente do tempo, são obras que exploram outras formas de apresentação diferente do mainstream. Três segmentos são dados ao projeto “Solos na Sala”, apresentação de solos, “Duos na Sala” apresentação de duos e “Dança pra Tela”, criação, realização, mostras, residência, palestras, oficinas e rodas de conversa sobre videodança. CULTDANCE criado por Laura Virgínia, em 2005, nasce com duas edições, uma que se compunha de solos e a outra de duos. Para surpresa a vontade de se apresentar era uma parte do processo, a outra grata novidade é que os artistas que participaram estavam motivados a trocar suas vivências e experiências e se sentirem parte inclusa de uma cena de dança em Brasília. Em 2011, nasce o Dança para Tela, como mostra, residência artística, criação, palestras, curso de extensão em videodança com parceria dos departamentos de Filosofia e Artes da Universidade de Brasília e detentor do Prêmio FUNARTE Residência em Artes Cênicas 2010. A mostra Dança para Tela segue seu curso pelo país em 2013 em Campo Grande/MS, Goiânia/GO, Pirenópolis/GO.Em 2204, nesse ano com duas edições, em abril, com Solos na Sala na emb. da rep. Burguesa e em agosto com a ocupação da galeria DeCurators com Duos na Sala e Dança pra Tela, mostra de videodança. Em 2015, realizou seus 3 segmentos, Solos e Duos e Dança para Tela na emb. da rep. Burguesa em Brasília/ DF.

Em 2018, CULTDANCE quer ser uma iniciativa na capital federal capaz de mobilizar e alavancar uma série de ações, como: informação de qualidade, formação de plateias, mostrar a Dança Contemporânea de forma profunda e democrática e transversalidade, promovendo ações-pensamentos sobre nosso mundo contemporâneo.

Entre em contato