Cibele Ribeiro

Coreógrafo, Diretor e Bailarino

Dança Contemporânea

  • Biografia

Artista da dança: bailarina, coreógrafa, preparadora corporal, diretora artística, pesquisadora e educadora do movimento e docente com mais de 15 anos de atuação. Produtora e fotógrafa. Mestre em Artes Cênicas pela UFRN com pesquisa sobre preparação corporal e improvisação em dança/multiartes. Graduada em Ciências Sociais

pela UNICAMP onde cursou, também, um ano da graduação em Dança. Atua em trabalhos solo e coletivos de dança como bailarina-criadora e também como encenadora. Suas criações encontram-se na fronteira entre dança, teatro e performance, misturando ainda conteúdos e práticas da Dança Contemporânea com as Danças Brasileiras e Afro-brasileiras. Iniciou-se na Dança Contemporânea na Confraria da Dança, onde estreou sob a direção de Diane Ichimaru (Confraria da Dança) os espetáculos “Querência” (2000) e “A Tempo” (2001). Em 2018 dirigiu “Co-mova-se”, da Cia. Lunares. Como diretora do Grupo Exocorpus assinou as montagens “365” (2017), “Configurações provisórias” (2016) e “Cálido Corpo-Caleidoscópico” (2015). Em 2017, dirigiu as performances “Tecer-se Corpo”, “EmPodera!” e o espetáculo “Nada a Perder do Infinito”(2017), da Cia. Les Débouchés. Foi responsável pela cartografia de cena da performance “Metamorfose” integrante da obra “Salão de Beleza”, com direção de Arrigo Barnabé e Verônica Fabrini, em 2008, na qual além de bailarina-criadora assinou a cartografia de cena. Além disso, dirigiu “Majestades” (2008) com Alexandre Cruz, com a Casa do Teatro de Amparo,SP, “[Sobre]Vivências” (2005) e “O Porquê de se Fazer” (2004). Foi bailarina-criadora em Escafandros (2009), direção de Rosana Baptistella; e atuou em “Movimento Quantum” (2012), com o músico e performer Marcelo Bomfim. Integra às obras estudos sobre intervenções cênicas urbanas, como em “Koans e Fractais” (2011) com Daniel Costa, “Naturalidades” e “Beira-Mar” (2012), com grupo Corpo-devir, sob sua direção. Atuou em “Orum ou os Nove Mundos Paralelos”, com Lucas Delfino e direção de Lara Rodrigues. A atualmente atua nas montagens: “Diásporas de Si” (2018), “Imatéria” (2015-2018). É professora de dança desde 2004 e arte-educadora da Escola de Artes Augusto Boal, em Hortolândia, SP, desde 2015, ministrando componentes práticos e teóricos na Formação Profissionalizante em Dança. Desde 2005 realiza oficinas pelas Poiesis/Oficinas Culturais do estado de São Paulo, sendo que a última foi "Tecer-se Corpo", realizada no final de 2017. Foi artista-docente no projeto “EmPodera!” em parceria com Ideia Coletiva (PROAC Artes Integradas), 2017. Trabalhou no Programa Vocacional (Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, SP) como Artista-Orientadora em Dança em 2017.

Entre em contato