O BANHO (Bienal SESC de Dança)

por Marta Soares

performance | Dança Contemporânea

Como dançar o ponto de suspensão no qual nos encontramos entre vida e morte? Esta é uma das principais questões que a coreógrafa e bailarina Marta Soares aborda em O Banho, obra premiada pela Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA) em 2004 que ela revisita após 15 anos de criação. Composta de elementos de dança, performance e vídeo, a instalação coreográfica propõe uma reflexão sobre a subjetividade de Dona Sebastiana de Mello Freire, a Dona Yayá. Mulher da elite paulistana, ao ser diagnosticada como doente mental, teve a sua casa parcialmente transformada em um hospital psiquiátrico privado e nela permaneceu isolada por ordens médicas entre 1919 e 1961, ano de sua morte. Durante a apresentação, o corpo de Soares permanece imerso em uma banheira que, para a performer, seria a síntese da casa de Dona Yayá, ou seja, uma “banheira-casa-útero”. Já as imagens em vídeo projetadas durante a ação remetem à dissolução do corpo e à passagem do tempo. Na ação, a artista explora via movimento os estados animado e inanimado do corpo tendo como referência as fotografias das histéricas realizadas no hospital Salpêtrière, em Paris, durante os experimentos médicos dirigidos pelo psiquiatra Jean Michel Charcot (1825-1893).


Concepção, direção e performance: Marta Soares | Desenho de som: Lívio Tragtenberg | Desenho de luz: Wagner Pinto | Câmeras: Hélio Ishii, Marta Soares e Nelson Enohata | Edição e finalização do vídeo: Leandro Lima | Coordenação técnica: Cristiano Pedott | Produção: Beto de Faria, Cais Produção Cultural e José Renato de Fonseca Almeida.

  • De 14/09/2019 até 15/09/2019
  • Domingo: 18:30 - 19:20
  • Sábado: 18:30 - 19:20
  • De R$ 9,00 à R$ 30,00
  • 18 anos
  • Telefone: (19) 3737-1500
  • Website: https://bienaldedanca.sescsp.org.br/
  • Local: CIS Guanabara – Armazém Sala Branca
  • Endereço: Rua Mário Siqueira, 829, bairro Botafogo, Campinas-SP
  • Acessibilidade: Sim
Entre em contato