Estreia de A Morte do Cisne | Estreia do Balé Pulcinella | Suíte para Dois Pianos

por São Paulo Companhia de Dança

espetáculo | Balé Clássico e Dança Contemporânea

Estreia de A Morte do Cisne (2019)

Coreografia: Lars Van Cauwenbergh inspirado na obra de Michel Fokine (1880-1942) | Músicas: Camile Saint_SaensO Cisne, extrato do Carnaval dos Animais (1866) | Iluminação: a definir | Figurino: a definir | Duração: 03 minutos

O balé criado em 1907 por Fokine para Anna Pavlova é um solo emociante, que dialoga com as sonoridades da harpa e do violoncelo, inspirado no poema de Alfred Tennyson (1809-1892) e nos movimentos dos cisnes em seus últimos instantes de vida. Esse solo é interpretado por grandes estrelas da dança e agora ganhará novos acentos e dinâmicas no corpo de uma bailarina da São Paulo Companhia de Dança.


Estreia do Balé Pulcinella (2017) na temporada do Teatro Sérgio Cardoso

Coreografia: Giovanni Di Palma | Direção cênica e concepção de cenário: William Pereira | Música: Pulcinella de Igor Stravinsky (1882-1971) | Figurino: Fábio Namatame | Iluminação: Mirella Brandi | Parceria: Organização Social de Cultura Santa Marcelina | Duração: 40 minutos

Balé Pulcinella é baseado na história de Os Quatro Pulcinellas, de um manuscrito de comédias do folclore napolitano. A obra estreou com o Ballets Russes de Diaghilev em Paris, em 1920, com música composta por Igor Stravinsky, inspirada em composições de Giovanni Battista Pergolesi (1710-1736) e outras composições do século 18. A coreografia neoclássica de Giovanni Di Palma usa sapatilhas de ponta em diálogo com movimentos contemporâneos para contar a história do aventureiro Pulcinella, famoso personagem da Commedia Dell’Arte.


Suíte para Dois Pianos (1987) 

Coreografia: Uwe Scholz (1958-2004) | Músicas: Suíte para Dois Pianos, Opus 17 de Sergei Rachmaninoff (1873-1943), interpretada por Martha Argerich e Nelson Freire | Iluminação: André Boll | Remontagem: Giovanni Di Palma | Duração: 21 minutos

Em Suíte para Dois Pianos, o coreógrafo alemão Uwe Scholz criou movimentos inspirados nas reflexões do artista plástico Wassily Kandinsky e na música do russo Sergei Rachmaninoff. Quatro obras de Kandinsky são projetadas ao fundo da cena, ampliando a relação entre as diferentes artes. Uwe foi um coreógrafo que espelhou na dança a estrutura, as dinâmicas e as intensões da música.

  • De 13/06/2019 até 16/06/2019
  • Domingo: 17:00 - 18:15
  • Quinta-feira: 20:00 - 21:15
  • Sexta-feira: 20:00 - 21:15
  • Sábado: 20:00 - 21:15
  • De R$ 40,00 à R$ 65,00
  • livre
  • Telefone: (11) 4003-1212
  • Website: http://www.spcd.com.br
  • Local: Teatro Sergio Cardoso
  • Endereço: Rua Rui Barbosa, 153, São Paulo-SP
  • Acessibilidade: Sim
  • Capacidade: 835 pessoas
Entre em contato
Localização