5.1 DTS Dança_Teatro_Som

por Sérgio Rocha

espetáculo | Balé Clássico e Dança Contemporânea

Local: Teatro Paulo Eiró – Av. Adolfo Pinheiro, 765 - Santo Amaro – São Paulo – SP.

Temporada: 19 a 28/11. Sextas e sábados, às 21h. Domingos, às 19h.

Duração: 40 minutos.

Classificação Indicativa: Livre.

Capacidade: 467 lugares

Ingressos: Grátis. (Retirar com uma hora de antecedência).

As apresentações seguem todos os protocolos de prevenção contra a Covid-19. É obrigatório o uso de máscara e apresentação do comprovante de vacinação.


Espetáculo “5.1 DTS Dança_Teatro_Som” estreia temporada presencial em 19 de novembro, no Teatro Paulo Eiró

Cinco artistas criadores e um coreógrafo-diretor em busca de expressar seus desejos artísticos interrompidos pela situação de reclusão forçada vivida por todos os habitantes do planeta. Essa é a premissa de “5.1 DTS Dança_Teatro_Som”, com concepção e direção geral de Sérgio Rocha. O espetáculo estreia presencialmente no Teatro Paulo Eiró em 19 de novembro e cumpre temporada até 28 de novembro, às sextas e sábados, às 21h e domingos, às 19h. Os ingressos gratuitos serão distribuídos uma hora antes na bilheteria do teatro. Este evento segue todos os protocolos de prevenção contra a Covid-19.

5.1 DTS é uma sigla que se refere a uma tecnologia avançada de áudio e serviu como sopro de inspiração para o artista multidisciplinar, Sérgio Rocha, desenvolver o mais novo espetáculo da Cia. Repentistas do Corpo. As letras da sigla foram ressignificadas como Dança_Teatro_Som e o espetáculo foi construído a partir de cinco corpos, cinco sentidos, cinco elementos desenvolvendo cinco solos que buscam a unidade através de diferentes universos, como: Dança Contemporânea, Teatro, Percussão Corporal em Movimento, Poesia e Neoclássico, alinhavados pela música inspirada de um violonista tocando ao vivo.

“Apesar de tudo a arte resiste e segue em frente como farol iluminando o momento atual onde é cada vez mais urgente dividir e compartilhar para atingir uma qualidade superior, a quintessência que vai acelerar o progresso humano”, destaca Sérgio Rocha.

O projeto foi contemplado pelo Edital ProAC LAB 48 B / 2020 - Prêmio por Histórico de Realização em Dança


Exposição Fotográfica

Para celebrar a trajetória premiada pelo edital “Histórico de Realização em Dança”, uma exposição fotográfica em vídeo será exibida no Teatro Paulo Eiró durante a temporada de estreia do novo trabalho. A mostra reúne registros da carreira do artista e das coreografias já concebidas para diversos grupos e companhias do Brasil, entre eles: Corpo de Dança do Amazonas (Manaus/AM), Cia. de Danças de Diadema (Diadema/SP), La Mínima Circo e Teatro (Cotia/SP), Grupo Domus (Novo Hamburgo/RS), Cia. Três de Paus (São Paulo/SP), Núcleo Omstrab (São Paulo/SP), além dos espetáculos concebidos para a Cia. Repentistas do Corpo.


Sobre Sérgio Rocha

O coreógrafo Sérgio Rocha está com quase 40 anos de carreira e desenvolveu grandes projetos em sua trajetória. Iniciou seus estudos de dança em Belo Horizonte (MG) onde também acumulou conhecimentos nas áreas de teatro, percussão de tambores e sapateado. Em seguida, se mudou para o Rio de Janeiro onde atuou na Cia. Vacilou Dançou, sob a direção de Carlota Portela. Depois disso, aprimorou suas técnicas durante dois anos e meio nos Estados Unidos e no Canadá.

Na volta ao Brasil, veio para São Paulo onde começou a colocar em prática suas ideias de cruzamento de linguagens na República da Dança, sob direção de Ana Mondini e, posteriormente, na Cisne Negro Cia. de Dança, sob direção de Hulda Bittencourt. Após participar destas emblemáticas companhias, o artista prosseguiu com sua pesquisa multidisciplinar e colaborou criativamente em vários trabalhos do Núcleo Omstrab, sob direção de Fernando Lee. Fundou a Cia. Três de Paus com Aguinaldo Bueno e Ricardo Iazetta e juntos criaram o aclamado espetáculo “Adoniran”. Em maio de 2001, fundou a Cia. Repentistas do Corpo e, desde então, concebe, dirige e atua nos trabalhos autorais inspirados na cultura brasileira.


Ficha Técnica

Concepção e direção geral: Sérgio Rocha. Assistente de coreografia, direção e ensaiadora: Cláudia Christ. Criadores intérpretes: Cristiano Bacelar, Patrícia Rodrigues, Sofia Tarragó e Thiago Freitas. Trilha sonora original executada ao vivo: Cesar Assolant. Desenho e operação de luz: Mario Spatizziani. Cenografia, figurinos e adereços: Cia. Repentistas do Corpo. Curadoria da exposição: Sérgio Rocha e Cláudia Christ. Programação visual e Vídeo da exposição: Giuliano Vj Scan. Assessoria de imprensa: Alex Olobardi. Apoio cultural: Studio de Dança Patrícia Lopes e Millennium Dance Complex. Produção executiva: Rocha Christ Produções Artísticas LTDA. Agradecimentos: Tereza Convá, Christian Casarin e Anderson Couto.

  • De 19/11/2021 até 28/11/2021
  • Domingo: 19:00 - 19:40
  • Sexta-feira: 21:00 - 21:40
  • Sábado: 21:00 - 21:40
  • Entrada gratuita
  • livre
  • Local: Teatro Paulo Eiró
  • Endereço: Av. Adolfo Pinheiro, 765 - Santo Amaro – São Paulo – SP.,
  • Acessibilidade: Não
  • Capacidade: 467 pessoas